Domingo
24 de Junho de 2018 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,74 3,74
EURO 4,37 4,37
GUARANI 0,00 0,00
IENE 0,03 0,03
LIBRA ES ... 5,00 5,00
PESO (ARG) 0,15 0,15

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Belo Horizonte,...

Máx
26ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Belo H...

Máx
23ºC
Min
14ºC
Nublado com Possibil

Newsletter

PLC 030/2007: PORTE DE ARMA ESTÁ PRONTO PARA SER VOTADO PELA CRE DO SENADO

O relator do PLC 030/2007, senador Hélio José (PROS), apresentou, nesta terça-feira (15), um novo parecer sobre o projeto que concede o porte de arma para os Oficiais de Justiça. A partir dessa apresentação, a matéria está pronta para votação pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado. No relatório, Hélio José afirma que o porte deve ser concedido aos Oficiais de Justiça e aos avaliadores do Poder Judiciário da União e dos Estados, pois, “trata-se de profissionais que executam mandados judiciais de busca e apreensão de pessoas e bens, de intimação, de despejo, de reintegração de posse, de penhora e avaliação, entre outros. Por esse motivo, tais servidores sofrem violência no cumprimento do dever”. Para o senador, o argumento de que esses servidores não necessitariam de porte de arma porque poderiam requerer apoio de força policial é desconectado da realidade. “Qualquer diligência realizada por esses servidores é potencialmente perigosa. Não há como prever se o uso da força será necessário, e jamais haveria efetivo policial suficiente para acompanhar todas as diligências”. A análise do relator apresenta ajustes de redação, entre elas, a exclusão das carreiras da Receita Federal e de auditor-fiscal do Trabalho, uma vez que a Lei no 11.501/2007, concedeu porte de arma a esses servidores. “É fundamental destacar que nenhuma dessas modificações altera questões de mérito do Projeto, que não necessitará, portanto, retornar à Câmara dos Deputados”, afirma Hélio José. O parecer rejeita outras quatro emendas e mantém o voto pela aprovação da proposta, nos mesmos termos do que já havia sido apresentado pelo parlamentar em setembro de 2017. Clique Aqui para ler o novo relatório do senador Hélio José ao PLC 030/2007 Da Fenassojaf, Caroline P. Colombo

Contate-nos

HLDS Advocacia

Rua AD -  88 -  Próximo ao Metrô
-  Água Branca
 -  Contagem / MG
-  CEP: 32370-190
+55 (31) 2567-0787+55 (35) 99743-378
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia